Futuros jornalistas conhecem ALEMS e Comunicação Institucional

Futuros jornalistas conhecem ALEMS e Comunicação Institucional

COMPARTILHAR

Acadêmicos do curso de Jornalismo da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) conheceram, na manhã desta quarta-feira (22), as dependências do Poder Legislativo e a realidade da produção de notícias institucionais e da cobertura realizada pela imprensa na Casa de Leis. Durante a visita, receberam informações sobre as produções de conteúdos da Secretaria de Comunicação Institucional, que reúne as gerências de TV e Rádio ALEMS, bem como Site e Mídias Sociais.

Os universitários foram acompanhados pela jornalista e professora Inara Souza da Silva. Segundo ela, a visita oportunizou o conhecimento de outros campos de atuação. “Os alunos visualizaram aqui na Assembleia todas as funções e frentes de atuação jornalística que vão além das conhecidas em veículos tradicionais e isso enriquece muito o aprendizado”, justifica Inara.

O presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, deputado Gerson Claro (PP), propôs a visita e agradeceu os acadêmicos durante a sessão plenária. Vale lembrar que a ALEMS é a sexta mais transparente do Brasil, segundo o ranking Radar da Transparência Pública, divulgado neste mês de novembro. Conforme a Transparência Internacional Brasil, a Comunicação da Casa de Leis está entre as três mais eficientes entre os legislativos estaduais do país.

Entre os objetivos estão ampliar o acesso e a transparência das informações legislativas, que diretamente estão relacionadas à vida da população. Isadora Dias, acadêmica do 8º semestre de Jornalismo, disse que “o campo de atuação na área política é bastante amplo no Poder legislativo e com uma boa estrutura própria de atuação. Valeu muito a pena conhecer”.

Karine Cortez, coordenadora de Rádio ALEMS, Alessandro Perin, coordenador da TV ALEMS, e Fabiana Silvestre, gerente de Site e Mídias Sociais, receberam os alunos e explicaram que os canais são institucionais e integrados, com o objetivo de aproximar a sociedade das decisões políticas na Casa de Leis.

Assessoria