Confusão em área de plantação de maconha termina com três mortos

Confusão em área de plantação de maconha termina com três mortos

COMPARTILHAR
Uma das armas das execuções.

Antônio Coca

Uma confusão entre trabalhadores em um acampamento de produção de maconha na Colônia Estrella em Pedro Juan Caballero, terminou com a morte de três pessoas. O triplo assassinato aconteceu no final da tarde deste sábado (25) e policiais que estiveram no local encontraram certa quantidade de maconha prensada em tabletes e equipamentos para preparo e cultivo de maconha.

A Polícia Nacional foi acionada e foram até a comunidade indígena Pysyry, a cerca de 45 quilômetros da sede da colônia e encontraram os corpos de Carlos Suárez Silva de 31 anos e Enrique Mereles de 68 anos. Os dois foram mortos com diversos disparos de arma de fogo e os corpos estavam nas proximidades das casas das vítimas.

Logo depois os policiais foram até uma área de plantação de maconha onde teria ocorrido a confusão e localizaram o corpo de um homem que não portava documentos. Ele foi assassinado com golpes de facão.

Na aldeia testemunhas disseram que os dois indígenas foram assassinados pelo responsável pela plantação de maconha que teria deixado o local depois do crime em uma caminhonete. O nome dele não foi informado. A polícia investiga se os indígenas brigaram no acampamento e mataram a terceira vítima e depois foram mortos pelo desconhecido que fugiu após o duplo assassinato.

Peritos da Polícia Nacional foram para o local e neste domingo mais informações sobre o triplo assassinato deverão ser divulgadas.