Douradense é executado em fazenda na região de Pedro Juan Caballero

Douradense é executado em fazenda na região de Pedro Juan Caballero

COMPARTILHAR
Vítima pode ter sido morta por Indígenas invasores.

Antônio Coca

Moradores da região da Colônia Ñandejara Puente a cerca de 30 quilômetros de Pedro Juan Caballero, encontraram na manhã desta quarta-feira (1º), o corpo do douradense Ramão Celino Benitez Aguero de 68 anos. Ele teria sido executado na noite de ontem ou madrugada de hoje com golpes na cabeça.

Depois que o corpo dele foi encontrado, peritos da Polícia Nacional do Paraguai estiveram no local e encontraram cerca de R$ 880 em cédulas de Guarani em um dos bolsos dele. Informações dão conta de que a sede da fazenda pode ter sido invadida por um grupo de indígenas desaldeados que estão atacando propriedades rurais na região, mas não são descartadas outras possibilidades para o crime. Este foi o primeiro homicídio na fronteira entre o Brasil e o Paraguai em 2020.