Identificadas vítimas fatais de “justiceiros da fronteira”

Identificadas vítimas fatais de “justiceiros da fronteira”

COMPARTILHAR

Antônio Coca

Derlis Alen Mendosa de 28 anos e Guido Villalba Aquino de 27 anos, são as vítimas fatais do ataque ocorrido na noite desta terça-feira (24) em uma residência na rua Bolaños, no bairro San Juan Neuman na periferia de Pedro Juan Caballero.

De acordo com testemunhas os dois estavam sentados na frente da casa com outras pessoas quando homens armados em uma caminhonete Amarok, chegaram e começaram a atirar contra eles. Ao todo cinco pessoas foram atingidas sendo que Derlis e Guido morreram antes de serem socorridos.

Os feridos foram identificados como sendo o brasileiro Paulo César Pavão, e os paraguaios Roman Vicente Marin de 61 anos, Gustavo Villalba Aquino de 17 anos. Eles foram levados para o Hospital Regional de Pedro Juan Caballero e pelo menos um deles está em estado grave. Os peritos da Polícia Nacional encontraram no lugar do ataque 47 cápsulas de balas de pistola 9 milímetros. Uma cartolina branca foi deixada próxima a uma das vítimas onde estava escrito “Justiciero no robar P.J.C”.

Por isso o ataque é atribuído ao autodenominado “Justiciero de la Frontera”, um grupo que age eliminando de forma violenta pessoas que supostamente cometem roubos, furtos e outros crimes na região de fronteira entre o Brasil e o Paraguai.