Menonitas entregam cestas básicas e esperam libertação de membro da comunidade sequestrado

Menonitas entregam cestas básicas e esperam libertação de membro da comunidade sequestrado

COMPARTILHAR
Exigência cumprida pela família e comunidade.

Antônio Coca

Familiares do eletricista menonita Peter Reiner de 23 anos que estaria sequestrado pelo autodenominado Exército do Povo Paraguaio (EPP), concluíram neste domingo (12) a entrega de cestas básicas exigidas pelos guerrilheiros para a libertação dele. Ao todo foram arrecadados pelos familiares e pela comunidade menonita do Paraguai, o valor de 500 mil dólares exigidos pelo EPP.

Reiner foi levado na tarde da última segunda-feira de uma propriedade rural na cidade de Santa Rosa del Aguaray, Departamento de San Pedro. Ele e um sobrinho estavam em uma caminhonete abordada pelos guerrilheiros quando deixavam uma fazenda.

Logo depois um bilhete foi deixado onde o EPP assumia o ato e pedia 500 mil dólares de resgate, mas a família alegou que não tinha este valor. Então os sequestradores determinaram que o valor fosse transformado em cestas básicas e distribuídas para 20 comunidades carentes entre elas indígenas de diferentes departamentos, como San Pedro, Concepción, Caaguazú, Canindeyú e Asunción. Algumas comunidades indígenas recusaram os alimentos.

Neste domingo (12) as cestas foram entregues nas comunidades de Chacarita e Pelopincho de Assunção. O pai de Peter, David Reimer, disse que as exigências foram cumpridas e que agora a família espera que os sequestradores façam a parte deles e libertem o rapaz. As autoridades paraguaias mantêm distância das negociações, mas investigam o caso.

Comunidade mobilizada.