Ministros de Segurança do Paraguai e do Brasil visitam área da Operação...

Ministros de Segurança do Paraguai e do Brasil visitam área da Operação Nova Aliança em Amambay

COMPARTILHAR
Ministros do Paraguai e do Brasil na área da Operação.

Antônio Coca

Nesta segunda-feira (24) acontece o último dia da Operação Nova Aliança XXII, realizada na área de Pedro Juan Caballero pela SENAD, FTC, Ministério Público e apoio da Polícia Federal do Brasil. Com isso, o Ministro da SENAD Arnaldo Giuzzio, juntamente com autoridades do Ministério do Interior e da Polícia Nacional receberam autoridades brasileiras, lideradas pelo Ministro da Justiça e Segurança Pública André Luiz De Almeida Mendonça e entraram nas áreas de operações de erradicação de safras e acampamentos de narcotraficantes que acontecem há 10 dias.

Também participaram altas autoridades do país vizinho, como o Chefe do Gabinete de Segurança da Presidência da República General Heleno Ribeiro Pereira; Chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República General Luiz Eduardo Ramos Baptista; o Diretor-Geral da Polícia Federal Rolando Alexandre De Souza, entre outros. Durante o encontro, eles relataram os resultados obtidos nas operações de aliança entre o Paraguai e o Brasil e fortaleceram os laços para manter e consolidar o combate acirrado ao crime organizado, no âmbito da responsabilidade compartilhada.

Nova Aliança XXII

Autoridades nas áreas de plantio da droga.

Nova Aliança XXII conta com o significativo apoio da FTC e 2 helicópteros da Polícia Federal do Brasil, que facilitam a constatação e incursão nos pontos de cultivo ou coleta de maconha. Desde o seu início, em 13 de agosto, as batidas se concentraram nas cidades de Alpasa, Chiriguelo e María Auxiliadora, sob a supervisão do procurador Pablo Zorrilla.

Até o último dia de ação, já foram destruídos 127 hectares de plantação de maconha, além de 63 acampamentos de narcoprodutores e 89,6 Toneladas de maconha pronta para embalagem e comercialização. Com isso, o prejuízo econômico causado às estruturas do narcotráfico da região ultrapassa os 14 milhões de dólares.

5 Operações nos últimos dois anos

Desde agosto de 2018, a SENAD e a Polícia Federal realizaram 5 operações Nueva Alizanda nos Departamentos de Amambay, Canindeyú e San Pedro. As ações permitiram a destruição de 3.900 toneladas de maconha, causando um prejuízo ao narcotráfico da região, cerca de 117 milhões de dólares.

Helicópteros do Paraguai e da Polícia Federal brasileira, principais armas da operação.