Pistoleiro é localizado ferido e abandonado por comparsas após crime na fronteira

Pistoleiro é localizado ferido e abandonado por comparsas após crime na fronteira

COMPARTILHAR
Ferido, Francisco foi deixado para trás pelos comparsas.

Francisco Areco Fleitas, de 45 anos, suposto pistoleiro e que segundo a polícia paraguaia teria participado do assassinato do servidor público da Prefeitura de Pedro Juan Caballero, Saturnino Rojas Palácio, na noite de ontem na cidade paraguaia. Francisco foi encontrado baleado em Cerro CoraÍ. Ele estava baleado e acabou abandonado pelos comparsas sendo encontrado por populares que acionaram a Polícia Nacional.

O suposto pistoleiro está internado sob escolta no Hospital Regional e após melhora será interrogado sobre o crime que participou. Vítima da pistolagem, Saturnino Rojas Palácio foi atingido e morto quando saiu para ver o que estava ocorrendo na casa ao lado da dele no cruzamento das ruas Coronel Martinez com a General Diaz no bairro Guarani.

Saturnino Rojas foi levado para o Hospital San Lucas onde morreu quando era atendido. O filho dele, David foi socorrido e levado para uma clínica particular. No local onde houve o confronto ficou uma caminhonete vermelha com placas AGX 502 do Paraguai, um telefone celular e um boné.