SENAD aperta cerco a traficantes no Aeroporto Internacional de Assunção

SENAD aperta cerco a traficantes no Aeroporto Internacional de Assunção

COMPARTILHAR
Dupla apanhada na hora do embarque.

Antônio Coca

Com a intensificação de fiscalização pela Polícia Federal contra o narcotráfico através dos aeroportos do Brasil, principalmente nos internacionais, traficantes passaram a optar pelo Aeroporto Internacional Sílvio Pettirossi, em Assunção, Paraguai. Com isso, a SENAD-Secretaria Nacional Antidrogas, desencadeou operações diuturnas naquele aeroporto resultando em seguidas apreensões de diferentes drogas e traficantes com várias nacionalidades.

Nesta segunda-feira (27), policiais durante vistoria a bagagens e passageiros que embarcariam para Madri, na Espanha apreendera 2,608 quilos de cocaína pura. A droga estava nas malas de Francisco Alejandro Villanueva Aguillar, de 29 anos, morador em Quyquyho e Hugo Javier Leguizamón López (21), residente em Caaguazú, Paraguai. As autoridades avaliam em 200 mil dólares, o prejuízo dos traficantes.

Balanço realizado pela SENAD nesta segunda-feira (27) das atividades de fiscalização no aeroporto de Assunção, revela que entre os dias 18 de agosto de 2018 e 20 de janeiro de 2.020, foram apreendidos 64, 5 quilo de cocaína, 93.878 doses de Ecstasy, 16 pessoas foram presas nas ações que deram prejuízo estimado em 1,3 milhão de dólares ao narcotráfico internacional.

Análise atesta alto teor de pureza da droga.