SENAD destrói 30 toneladas de maconha em acampamento de Amambay

SENAD destrói 30 toneladas de maconha em acampamento de Amambay

COMPARTILHAR

Uma operação iniciada na manhã desta segunda-feira (11), pela Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, (SENAD), desmantelou importante centro de processamento de maconha na área da Colônia Capitán Raúl Ocampos em Amambay. Equipe formada por agentes especiais da SENAD e Ministério Público conseguiu entrar no local onde acontecia o processamento de produção da droga em grande escala, sendo destruídas mais de 30 toneladas de maconha e apreendidas armas de fogo.

Para chegar ao local preparado pelos narcoprodutores, os agentes percorreram estradas e trilhas de acesso e trânsito difícil até chegarem à área conhecida como Chirigüelo. Com a entrada, os responsáveis pela operação localizaram um complexo centro de produção de maconha composto por cerca de cinco acampamentos onde as características do local, indicam que poderia acomodar um número significativo de narcotrabalhadores.

Os acampamentos guardavam uma lavoura de 3 hectares da droga que foi destruída e equivaleria a 9 toneladas de maconha. Quanto à linha de processamento de maconha já colhida, foram incinerados 16.500 quilos de maconha colocadas para secagem, 3.900 quilos ensacados, 1.500 quilos da droga picada e apreendidas duas armas de grosso calibre.

Devido ao tamanho do centro de produção, os agentes também concluem que os traficantes prepararam várias toneladas de estoque de maconha por semana para posteriormente enviar para o que ainda é considerado o maior consumidor da região, o Brasil. A operação foi acompanhada pelo procurador José Luis Rodrigues.