Traficantes tentaram enviar cocaína para Hong Kong dentro de amplificador

Traficantes tentaram enviar cocaína para Hong Kong dentro de amplificador

COMPARTILHAR
Narcotráfico tenta entrar o mercado Asiático

Antônio Coca

Agentes especiais da SENAD em operação no Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, em Assunção, interceptaram o despacho e envio via aérea de um pacote carregado de cocaína. O pacote havia sido retido durante as verificações rotineiras de carga e encomendas no terminal aéreo, por disposição tributária, sob suspeita de que contivesse algum tipo de substância proibida.

Esta manhã, no Gabinete de Atenção Permanente do Palácio da Justiça, na presença do juiz Gustavo Amarilla, foi aberta a embalagem que continha um amplificador. Depois de inspecionar o equipamento, eles perceberam a existência de cocaína dentro dele. O peso bruto da embalagem é de 4 quilos e  548 Gramas. Após confirmação da presença do entorpecente, este foi apreendido e colhida amostra para envio laboratório de perícia.

Os policiais do esquadrão antidrogas têm as informações definidas como remetente e destinatário, respectivamente, para comparação e acompanhamento, a fim de identificar possíveis pessoas responsáveis ​​pela remessa. No mercado asiático, a cocaína pode custar mais de 120 mil dólares o quilo e por isso, as estruturas do narcotráfico estão procurando métodos de transporte para essa região.