UCP faz doação e substitui materiais e equipamentos roubados do Hospital Regional

UCP faz doação e substitui materiais e equipamentos roubados do Hospital Regional

COMPARTILHAR

Antônio Coca

A direção da Universidade Central do Paraguai (UCP), através da sua reitoria e diretoria lamenta e repudia os atos de vandalismo e roubo efetuados esta semana no Serviço de Hemodiálise do Hospital Regional de Pedro Juan Caballero.

Os equipamentos roubados e danificados, serviam aos servidores de saúde e aos pacientes do local e também alguns equipamentos médicos necessários para atendimento no dia a dia da clínica. O Serviço de Hemodiálise serve tão somente para salvar vidas e aliviar a dor daqueles que necessitam de tratamento médico, cuidados estes que se traduzem em viver com qualidade de vida ou perecer aos poucos sem os cuidados necessários para a manutenção da vida.

Cláudio Ruiz Dias, disse que o roubo acabou prejudicando todo o serviço oferecido no local e que a doação feita pela UCP, é de estremo valor para restabelecer o atendimento normal, mas que agora é necessário que seja feito um trabalho de reforma e reforço na segurança do local para evitar novas ações de marginais. Segundo Cláudio, mesmo com o furto dos materiais e equipamentos o serviço não foi interrompido e os atendimentos, mesmo com alguns inconvenientes continuaram sendo oferecidos.

De acordo com o vice diretor administrativo da Universidade Central do Paraguai em Pedro Juan Caballero, Edgard Nuñez, a ajuda da instituição foi uma forma de retribuir todo o trabalho que os profissionais de saúde do Hospital Regional de Pedro Juan Caballero vem prestando para a comunidade, principalmente neste momento de pandemia.

Edgar lamentou que um local como a Clínica de Hemodiálise tenha sofrido o ataque dos marginais. “Somente quem precisa do atendimento neste local ou tem algum parente que precisa deste tipo especializado de tratamento sabe da importância e da necessidade de se manter aqui um ambiente limpo, saudável e em condições de receber bem as pessoas. Esperamos que as autoridades policiais possam encontrar e punir dentro da lei estes marginais. A contribuição da UCP é pequena perto do que isto representante para quem precisa e para os pacientes, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem que trabalham e são cuidados aqui”, disse.

A Polícia Nacional do Paraguai está investigando o caso e segundo a direção do Hospital Regional de Pedro Juan Caballero, esta não foi a primeira vez que o local é furtado.