1º Batalhão da Polícia Militar faz a Operação Laburu na área central

1º Batalhão da Polícia Militar faz a Operação Laburu na área central

COMPARTILHAR
Abordagens já resultaram em dezenas de prisões e apreensões.

Já como preparativo para a Operação Fim de Ano, o 1º Batalhão de Polícia Militar – 1º BPM – desencadeou na sexta-feira (26) a “Operação Laburu”, com foco na prevenção e repressão a crimes como furto, roubos, tráfico de entorpecentes e outros, em toda a região central de Campo Grande. A ação com equipes de Força Tática, Rádio Patrulha e Inteligência é comandada pelo tenente-coronel Claudemir com participação dos demais oficiais do 1ºBPM.

No início da operação que não tem dada para acabar, as ações foram dirigidas principalmente, para as imediações da antiga rodoviária, daí o nome Operação Laburu, em referência ao terminal Heitor Laburu, porém se estendendo a outros pontos sensíveis da região central.

No início da operação foram apanhados três homens de 31, 29 e 40 anos por questões de tráfico na região. Houve também a apreensão de pasta base de cocaína, balança de precisão e ferramentas. No andamento da operação, os policiais receberam informação indicando que uma pessoa de nome “Bruno”, estava comercializando entorpecentes na antiga rodoviária e que naquele momento estava no quarto 3 da pousada “Casa dos Artistas”, na Rua dos Barbosas, local onde escondia e vendia drogas para usuários principalmente da antiga rodoviária, sendo o indivíduo apanhado em flagrante.

Ações estão se intensificando em praças.

Na antiga rodoviária os policiais abordaram uma mulher de 29 anos e, em seu poder foi localizado um celular marca LG. Checando a identificação do aparelho, os policiais constataram que se tratava de um aparelho funcional da Polícia Militar e estava conectado no whatsapp em grupos policiais.

Dinheiro e celulares do tráfico “formiga”

Foi descoberto então que o aparelho pertencia a determinado setor da PM e estava em poder de um policial, quando foi extraviado. Na mesma região foi recapturado um homem e uma mulher com mandados de prisão por estarem evadidos do sistema penal e detidos quatro homens por porte de entorpecente.

Até a manhã deste domingo, as equipes do 1º BPM haviam abordado centenas de pessoas, muitas delas encaminhadas para a Polícia Judiciária por envolvimento em algum tipo de problema, muitas delas autuadas, outras indiciadas além das devolvidas ao sistema penitenciário.

celular extraviado da PM, já estava na “boca maldita”.