21 de novembro é celebrado o Dia Nacional da Homeopatia

21 de novembro é celebrado o Dia Nacional da Homeopatia

COMPARTILHAR

A homeopatia é a prática da medicina que trata do indivíduo como um todo, não apenas o sintoma de determinada doença. Fundada pelo alemão Christian Friedrich Samuel Hahnemann em 1779, a homeopatia chegou ao Brasil em 21 de novembro de 1800, trazida pelo médico francês Jules Benoit Mure e por isso, esta data é dedicada como Dia Nacional da Homeopatia.

Seguindo o modelo de atenção centrada na saúde, a homeopatia coloca todos os centros do indivíduo em foco, tendo como características o fortalecimento do paciente, tanto na capacidade biológica, quanto na manutenção da saúde, aplicando os princípios da Fisiologia e Fisiopatologia Sistêmicas, onde todos os órgãos e tecidos apresentam relação entre si, além da relação entre o paciente e o ambiente em que vive.

“A homeopatia, ciência desenvolvida há mais de 200 anos, é baseada em leis como a da semelhança, tem entre seus pilares o vitalismo, onde se trata o indivíduo e não a doença (bactéria, parasita, inflamações). O organismo equilibrado luta contra a doença ou é imune a ela. Ela apresenta farmacotécnica baseada em ultra diluições, portanto não apresenta substância material e assim, não tendo matéria, é energia eletromagnética que trata a energia vital dos seres vivos”, explica a médica veterinária homeopata Mônica Souza, diretora da Sigo Homeopatia Veterinária, indústria sul-mato-grossense que há 18 anos desenvolve soluções em homeopatia veterinária.

A invenção da homeopatia para as populações foi enunciada pelo próprio Hahnemann quando tratou epidemias humanas na Europa e foi transposta para a medicina veterinária no tratamento de rebanhos. Na pecuária, é utilizada em diversos tratamentos, destacando-se na a prevenção de diarreia dos bezerros via mãe por via transplacentária e por amamentação; controle do estresse e do ataque entre animais, como a sodomia em bois inteiros; deposição de gordura de marmoreio e cobertura de carcaça, em detrimento de visceral e melhora da qualidade (espessura) da casca dos ovos em galinhas poedeiras, entre outras tantas aplicações exclusivas da homeopatia.

Um dos casos de sucesso da aplicação homeopática é o do produtor rural Rodrigo Zacharias, proprietário da Fazenda Seriema, localizada em Miranda. A propriedade existe há 40 anos, especializada na pecuária de ciclo completo e há 5 anos utiliza a homeopatia veterinária para controle e prevenção da diarreia neonatal.

“A parceria com empresas modernas é importante para dar credibilidade ao produto que estamos entregando. Gostamos de ter bons parceiros para nos ajudar nos desafios da pecuária, buscar uma produção mais eficiente, sustentável e lucrativa para perpetuar o negócio e é isso que a homeopatia, por meio da Sigo faz pela gente”.

No caso dos pets, o tratamento homeopático promove cura e qualidade de vida nos mais variados casos. A terapêutica homeopática é a única opção eficaz no tratamento do estresse e no tratamento de enfermidades renais e é uma excelente solução no tratamento da doença do carrapato, sem apresentar os já conhecidos efeitos colaterais do tratamento convencional. A ciência é aplicada inclusive no tratamento de doenças graves, como o câncer. Mafalda, uma dachshund de 11 anos, está em tratamento para câncer de mama e a homeopatia foi indicada pela veterinária que realiza o tratamento como aliada para a qualidade de vida da pet.

“A veterinária cirurgiã indicou a homeopatia no pós-cirúrgico. A cirurgia foi delicada, teve mais de 70 pontos e percebo que o tratamento veio como aliado, colaborando principalmente no emocional dela. Como sabemos que há possibilidade de a doença voltar, até mesmo devido a idade e histórico dela, acredito que a homeopatia seja benéfica para que ela tenha bem-estar e qualidade de vida”, relata Pedro Espíndola, tutor da cachorra.

Aplicações inovadoras da homeopatia na Veterinária – na agronomia, a homeopatia é capaz de combater doenças das plantas; aumenta a fertilidade do solo; melhora a germinação das sementes e frutificação das plantas. Mais recentemente, solo, plantas e ambiente estão sendo tratados com mesmos princípios da homeopatia humana e animal, agregados pelos conhecimentos da Biodinâmica, ciência que trata todo organismo agropecuário. Essa prática reduz custos, agrega valor biológico e qualidade aos alimentos e preserva o meio ambiente.

Ainda meio-ambiente, é utilizada no tratamento de animais silvestres em áreas de difícil acesso (florestas, pantanal) através de introdução dos princípios homeopáticos nas nascentes e mananciais, curando e prevenindo doenças e incrementando o aporte de água, desta forma colaborando com a saúde pública humana, na ocorrência de zoonoses, como no caso da febre marela. “A Homeopatia é uma solução em busca de desafios”, finaliza a médica veterinária homeopata Mônica Souza.

Com UNA Comunicação
Elci Holsback