Abertura de crédito de R$ 60 bilhões para socorro a estados e...

Abertura de crédito de R$ 60 bilhões para socorro a estados e municípios é publicada

COMPARTILHAR

Agência Brasil

Uma medida provisória do governo federal liberou R$ 60 bilhões em ajuda emergencial para estados, municípios e o Distrito Federal combaterem a pandemia do novo coronavírus. O texto, publicado nesta quinta-feira, foi sancionado com vetos pelo presidente Jair Bolsonaro no fim do mês passado.

De acordo com a MP, a União fará o pagamento em quatro parcelas mensais e iguais. Do valor total, R$ 10 bilhões serão exclusivamente para ações de saúde e assistência social. O projeto ainda suspende as dívidas de estados e municípios com a União, inclusive os débitos previdenciários parcelados pelas prefeituras que venceriam este ano.

Nessa quinta-feira, chefes de executivos e parlamentares criticaram o veto de Bolsonaro à liberação de R$ 8,6 bilhões de um fundo extinto para o combate à pandemia. Com o veto, os recursos só poderão ser usados para o pagamento à dívida pública, como estava no texto original da Medida Provisória.

Durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais, Bolsonaro destacou que o governo também liberou ajuda diretamente para as pessoas. Inicialmente, o governo tinha proposto que o auxílio emergencial seria no valor de R$ 200. Foi no Congresso Nacional que os parlamentares aumentaram para R$ 600.

Jair Bolsonaro também comentou sobre a gravidade da crise econômica provocada pelas medidas de enfrentamento à Covid-19. Ele voltou a criticar as medidas de afastamento social determinadas por estados e municípios.

O presidente usou suas redes sociais para reforçar o apelo aos apoiadores pra que não façam atos no domingo. No último fim de semana, foram registrados confrontos entre grupos a favor de Bolsonaro e manifestantes que participaram de protestos antifascistas e a favor da democracia. Há dois meses, apoiadores do presidente fazem protestos pela abertura do comércio e contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal.