Ação voluntária em comemoração ao Dia do Portador do Marca-passo atende cerca...

Ação voluntária em comemoração ao Dia do Portador do Marca-passo atende cerca de 400 em Campo Grande

COMPARTILHAR

Ação voluntária em comemoração ao Dia do Portador do Marca-passo atende cerca de 400 em Campo Grande

Cerca de 400 pessoas foram atendidas, nesta sexta-feira (27), em Campo Grande pela Campanha Tome uma Medida de Pulso, em comemoração ao Dia do Marca-passo, por profissionais do Hospital do Coração. Logo cedo, a equipe atendeu das 6h às 9h, na Praça Belmar Fidalgo, mais de 160. Após as 10h, no Shopping Pátio Central, outras 200 procuraram os serviços gratuitos de aferição de pressão arterial, glicemia, batimentos cardíacos e conferências e orientações sobre o aparelho que mantém o coração no ritmo certo.

A ação – incentivada pelo Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial (Deca) em todo País – identificou, segundo o organizador da campanha na Capital Sul-mato-grossense, cirurgião-cardiovascular Mauro Cosme Gomes de Andrade, pessoas hipertensas e várias com glicemia alta. “Pelo menos, 10% dos atendimentos apresentaram pressão arterial alta, 5% estavam com a glicemia alta e muita gente entendeu que uma simples medida de pulso pode salvar a vida. Os batimentos cardíacos precisam ficar entre 60 e 100 por minuto, ou um batimento por segundo.

Abaixo desse valor, deve-se procurar um cardiologista”, comentou o cirurgião-cardiovascular Mauro Cosme Gomes de Andrade, que organizou pelo sexto ano consecutivo a ação.

Com a divulgação pela manhã, cerca de 20 portadores de marca-passo foram à tarde verificar as condições de seus aparelhos no Pátio Central. Dona Neuza Alves de Araújo, de 71 anos, tem uma consulta regular prevista só para janeiro. Ela soube sobre a campanha e fez questão de passar pelo atendimento médico. “Isso já adiantou a minha vida, eu posso ficar mais tranquila e ter um Natal e Ano Novo em paz, a bateria do meu aparelho está funcionando bem”, comentou a aposentada.

Aos 70 anos, Nelson Monteiro coleciona histórias com o marca-passo. Portador do dispositivo há quase duas décadas, ele já o trocou por quatro vezes, leva uma vida normal e, nesta sexta, também aprovou a ação. “Participo todo ano dessa campanha para me lembrar de que devo verificar o meu marca-passo. Já aconteceu de eu descobrir que precisava trocá-lo, quando fui renovar a carteira, e o coração acelerou mais! Isso não acontece mais comigo”, afirmou.

A campanha também foi momento de reencontros. A empresária Luciana Clemente, de 42 anos, e o esposo, jornalista Ginez César, foram verificar o marca-passo dela e comemoram a data do portador com a equipe médica que a atendeu em 2013. “Faz quase seis anos que eu comemoro todos os dias a existência do marca-passo na minha vida”, disse Luciana que enfrentou problemas cardíacos e colocou o dispositivo.

O grupo de voluntários contou com a parceria da Fundação Municipal de Esportes, do Shopping Pátio Central e de funcionários da Empresa Biotronik.