Acusados de matar policial vão a júri e PM reforça segurança em...

Acusados de matar policial vão a júri e PM reforça segurança em Três Lagoas

COMPARTILHAR
Segurança reforçada em terra e no ar (Fotos:Ricardo Ojeda/Perfilnews)

A Polícia Militar de Três Lagoas se mobiliza desde as primeiras horas da manhã de hoje (9), com forte esquema de segurança em razão do julgamento de integrantes de facção criminosa acusados da execução do policial militar da reserva Otacílio Pereira de Oliveira, crime ocorrido a cinco anos. O esquema de segurança preparado pelo comando da PM no município, inclui patrulhamento e vigilância aérea com atuação do helicóptero da Polícia Militar deslocado de Campo Grande.

Agentes penitenciários federais participam da escolta

Ao todo 17 pessoas integrantes de organização criminosa são acusadas do assassinato com requintes de execução, ocorrido em março de 2013. Três réus deverão julgados hoje e os demais nos dias 14, 23 e 30 deste mês. O policial aposentado, com 60 anos, complementava a renda trabalhando como mototaxista.

Apenas funcionários e envolvidos no júri entram no Fórum

 

Ele foi morto numa emboscada preparada quando chegava em casa, no Bairro Osmar Ferreira Dutra por volta de 23h, sendo morto com tiros na barriga e pernas. Ele chegou a ser hospitalizado, mas morreu dia 7 de março de 2013. Conforme o major Ênio de Souza, comandante da Polícia Militar na região, a segurança está reforçada por conta da alta periculosidade do grupo envolvido no narcotráfico e assassinatos de policiais entre outros crimes.