AGEMS ativa Assessoria Militar nas rodovias contra o transporte clandestino

AGEMS ativa Assessoria Militar nas rodovias contra o transporte clandestino

COMPARTILHAR

Fiscais do transporte de passageiros e policiais que atuam na assessoria militar da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul (AGEMS), passaram atuar em operação integrada na fiscalização do transporte intermunicipal e contra o transporte clandestino.

Abordagens

A fiscalização já com o novo sistema foi realizada em três locais estratégicos nos limites de Campo Grande. Foram abordados 40 veículos entre ônibus, micro-ônibus e carros de passeio. Duas empresas foram autuadas por irregularidades. A primeira, por estar realizando o transporte de passageiros sem autorização específica com deslocamento entre Campo Grande e Corumbá, e a segunda não havia emitido a Licença de Fretamento Contínuo, de Ribas do Rio Pardo a Campo Grande.

O chefe da fiscalização da AGEMS, Hélio Leite, relata que a equipe de policiais militares que compõem a Assessoria Militar tem amplo conhecimento em abordagens de veículos, competência e comprometimento no que fazem. “Isso traz segurança a toda equipe de fiscalização para que possam exercer sua função com toda tranquilidade e segurança, principalmente no combate ao transporte clandestino”, afirma.

Integração

O Coronel Waldir Acosta, ex-comandante-geral da Polícia Militar e Polícia Militar Rodoviária, enfatiza o objetivo da integração. “A principal missão da nossa assessoria militar é dar segurança aos fiscais e observar se existe outro tipo de ilícito e fazer o que a legislação manda, conduzir ou apreender se for o caso”, Conclui.

Coronel Waldir Acosta, chefe da Assessoria Militar da agência.