Alunos da Escola do Sesi de Três Lagoas têm encontro online com...

Alunos da Escola do Sesi de Três Lagoas têm encontro online com artista plástico

COMPARTILHAR

Em continuidade às aulas online adotadas devido à pandemia mundial do novo coronavírus (Covid-19), as turmas do 3º ano do Ensino Fundamental da Escola do Sesi de Três Lagoas participaram de um encontro virtual com o artista plástico paulistano Felipe Góes, que trabalha com pintura buscando discutir a produção e percepção de imagens na contemporaneidade. As professoras Márcia Amorim, Andreia Almeida e Suellen Silveira entraram em contato com Felipe Góes, que topou o bate-papo virtual com os alunos e contou um pouco mais sobre sua história, apresentou seu ateliê e respondeu às perguntas das crianças.

A participação do artista ocorreu depois que os alunos conheceram a obra de Felipe Góes e, fascinados com as cores vibrantes e paisagens retratadas, se inspiraram a pintar quadros inspirados no artista. Tanto que, após o encontro online, os estudantes irão participar de uma “Vernissage Virtual” proposta pela Escola do Sesi para apresentar os quadros. Além do momento de inspiração, o encontro com Felipe Góes foi de aprendizado interdisciplinar para os alunos e possibilitou aprofundar os conteúdos das disciplinas de Artes Visuais, Geografia e Filosofia.

“Ficamos muito gratos ao Felipe Góes pela atenção dispensada aos nossos alunos. Ele foi muito atencioso com todos e incentivou a cada um continuar se empenhando nos estudos, exercitar o potenciar criativo que possuem, experimentar diversas formas de pintura e desenhos e escolher a que mais se identificarem para produzirem para a vernissage que estamos organizando”, comentou a diretora da Escola do Sesi de Três Lagoas, Zuleica Alves Guimarães.

As professoras contam que o grande objetivo do convite ao artista plástico era levar inspiração e um exemplo de persistência aos alunos do 3º ano. “É nossa missão como mediadores do conhecimento sempre incentivar nossos alunos em busca de conhecimentos, seja pela Arte ou outro componente curricular, e também buscar meios que agreguem na formação integral deles”, disse a professora Suellen Silveira.

“Foi um momento único, quando os alunos tiveram sugestões e ideias do artista sobre cores vibrantes. As crianças conheceram o ateliê e se encantaram com cada detalhe. Foi incrível a experiência”, acrescentou a professora Marcia Amorim. Para além do aprendizado, pais e alunos destacaram a experiência de ouvir do próprio artista sua trajetória profissional. “Eu amei fazer o encontro virtual com Felipe Góes, achei ele um artista bem simpático. Meu sonho é ser artista e ele me inspirou a continuar tentando”, finalizou a aluna Bianca Alves da Silva.

Com Assessoria