Ano começa com pessoas atirando contra carro e casas de vizinhos

Ano começa com pessoas atirando contra carro e casas de vizinhos

COMPARTILHAR
Local em que tio atirou na casa do sobrinho foi periciado. Foto:(Whatsapp)

O primeiro dia do ano do plantão policial em Campo Grande teve três registros de disparos de armas de fogo em direção a imóveis, pessoa e veículo em Campo Grande. Em uma das situações o autor dos disparos acabou preso por posse ilegal de armas e munição.

No primeiro caso, por volta de 3h, na rua Carriça, Jardim Colibri, uma moradora com 26 anos, teve a casa invadida pelo vizinho, já identificado pela polícia, para pegar seu cão da raça Pit Bull, e ali mesmo passou a surrar o animal, tendo os moradores o advertido impedindo que continuasse a agressão contra o cão.

Não satisfeito, o indivíduo foi até sua casa de onde voltou de arma em punho e passou a atirar no carro da vizinha que foi danificado. A Polícia foi acionada e o veículo periciado para andamento de inquérito.

No caso seguinte além de disparos houve ameaça de morte e a motivação seria os fogos da virada de ano, situação ocorrida na rua Celeste, no bairro Chácara das Mansões, na zona rural de Campo Grande. O caso por sinal, menos grave do que o ocorrido no conjunto de prédios da Avenida Afonso Pena em frente ao Shopping.

Nesse caso, a vítima procurou a polícia denunciando que apesar de diversos vizinhos terem usado fogos na virada do ano, o vizinho Ledivaldo foi até sua casa tirar satisfação alegando ter sido incomodado pelos fogos, alegando que o mesmo estaria soltando fogos em direção à sua casa, que fica ao lado.

A vítima tentou, em vão, convencê-lo do contrário, mas o homem bastante transtornado, disse que iria calar a “boca de nego” e com um revólver atirou cinco vezes no portão da casa da vítima. O vizinho relatou na delegacia que teme que as ameaças se concretizem.

Prisão

Na rua Duarte Coelho, Vila Nossa Senhora das Graças, Joselio ou Joselito Loubet Filho, 55 anos, acabou preso e autuado em flagrante de posse irregular de armas e disparos de arma de fogo. Policiais militares de Força Tática do 9º BPM foram acionados pelo CIOPS para atender uma situação disparos de arma de fogo em uma residência da rua Duarte Coelho, mas o atirador não estaria mais na casa.

A equipe da PM fez rondas nas proximidades e localizou o atirador que tinha em um dos bolos uma bala calibre 38. Questionado sobre os tiros, Joselio confessou o caso e em seguida indicou o local onde escondia a arma utilizada nos disparos, encontrada no armário de roupas em seu quarto. No mesmo móvel os policiais encontraram duas armas, uma espingarda calibre 38 municiada, uma espingarda calibre 22 com duas munições intactas. O homem confessou os disparos e disse ter atirado na direção da casa de seu sobrinho. Ele não possui registro das armas.