Associação de Policiais e Bombeiros busca medidas mais eficientes na proteção aos...

Associação de Policiais e Bombeiros busca medidas mais eficientes na proteção aos militares contra covid

COMPARTILHAR
Cabo Ferreira, Presidente da ASPRA/MS

A Associação dos Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso do Sul – ASPRA-MS, preocupada com o aumento nos casos de militares contaminados pelo COVID-19 que está se elevando de forma assustadora, encaminhou oficio ao Comandante-geral da PMMS, Coronel Marcos Paulo Gimenez, ressaltando a necessidade e a urgência de medidas de biossegurança mais eficientes.

O presidente da ASPRA-MS, Cabo PM Eduardo Ferreira, ressalta que para manter uma rotina de ordem e segurança, os policiais militares necessitam estar em contato direto com dezenas de pessoas durante abordagens e ocorrências, escoltas e custódias de presos, ações que os expõem a doenças facilmente transmissíveis, como é o caso da COVID-19, principalmente nesse período.

“Estamos preocupados com a saúde dos nossos policiais militares e por isso a ASPRA-MS tem feito diversos expedientes junto às autoridades competentes, cobrando melhores condições e medidas de biossegurança mais eficazes, pois constata-se que inúmeras famílias têm sofrido com a morte daqueles que, infelizmente, não resistiram às graves complicações causadas pela doença, sendo que os casos de contaminação se encontram em acelerado crescimento”, ressalta Ferreira.

Entre as medidas solicitadas pela ASPRA-MS está a restrição do atendimento ao público para apenas casos de urgência, e, se possível, priorizar o atendimento virtual. No expediente administrativo, que o cumprimento do horário seja feito de forma alternada para diminuir ao máximo o trânsito de pessoas nas repartições administrativas dos quartéis.