Baleado por segurança da Big-Festas segue internado na Santa Casa

Baleado por segurança da Big-Festas segue internado na Santa Casa

COMPARTILHAR

A polícia trata o caso de agressão e baleamento ocorrido na manhã de terça-feira (25) na conveniência Big Festas, na Rua Antônio Maria Coelho, como lesão corporal dolosa e disparo de arma de fogo. A vítima de tiro disparado por um dos seguranças, foi internada na Santa Casa.

Leandro Santana Vieira, de 19 anos, relatou no hospital para policiais militares que atenderam o caso, que estava bebendo em frente a Conveniência Big Festas, quando, segundo ele, o segurança da conveniência começou a discutir com alguns frequentadores, e em seguida, sacou um revolver, e efetuou alguns disparos de arma para o alto e para o chão, quando Leandro acabou atingido de raspão no pé esquerdo e uma bala ficou alojada na perna esquerda.

A Polícia Civil deverá interrogar o proprietário da Big-Festas em busca de detalhes da situação e principalmente identificar os seguranças. Consta a suspeita de que Guardas Municipais e policiais atuariam como segurança no local.

Clandestinos

Paralelamente ao problema constante na Big-Festas, a polícia enfrenta dificuldades por conta da proliferação de seguranças clandestinos atuando em Campo Grande. A situação é mais grave em conveniências, bares e boates, na maioria dos casos com elementos portando armas de fogo.

Policiais até pouco tempo tendo a atividade de segurança como “bico”, até por imposição de regulamento, a maioria passou a dispensar a atividade que em alguns casos passou a ser ocupada por integrantes da GCM, mas a grande maioria sem vínculo com organismos de segurança ou empresas legalizadas para a atividade.

Segundo policiais, cabe à Polícia Federal a fiscalização da atividade de vigilância e segurança de qualquer natureza. A polícia não divulgou quando deverá ouvir o proprietário da Big-Festas e os seguranças bem como o indiciamento do autor dos disparos e dos demais por lesão corporal.