Batalhão de Choque conclui mais um Curso de Operações

Batalhão de Choque conclui mais um Curso de Operações

COMPARTILHAR
Cerimônia da no comando da Unidade. (Fotos: Divulgação/PMMS)

O Batalhão de Policia Militar de Choque de Mato Grosso do Sul, concluiu nesta segunda-feira (2), o IV Curso de Operações de Choque – COC. A cerimônia de formatura foi realizada na Sede do BPChoque na presença do Comandante Geral da corporação, coronel Waldir Ribeiro Acosta, do Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antônio Carlos Videira.

Novos recebidos com saudação dos mais antigos.

Videira destacou a importância da capacitação e qualificação dos servidores públicos em fortalecer a Polícia Militar, em especial o Batalhão de Choque que desenvolve ações estratégicas na área de segurança pública. Também participaram da solenidade o comandante do Batalhão De Choque, tenente-coronel Marcus Vinicius Pollet, subcomandante da PMMS, coronel Edmilson Lopes, o diretor do Departamento de Operações de Fronteira (DOF), coronel Marcos Paulo, entre outras autoridades civis e militares.

Pouquinho de gás pra “conhecer”.

Foram Formados 28 Policiais em Campo Grande. No curso, estavam matriculados policiais da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul, Policia Militar do Paraná, Policia Militar de Santa Catarina e Polícia Rodoviária Federal. O curso teve duração de 51 dias e contou com 90 inscrições, mas só 47 foram aprovados num criterioso processo de seleção. Os 28 que se formaram, portanto, conseguiram concluir a formação de forma proveitosa.

O curso de Operações de Choque visa atuar executando tarefas de controle de Distúrbio Civil, com a missão precípua de restaurar a Ordem Pública nos casos em que houver a grave perturbação da ordem, bem como realizar o policiamento ostensivo em eventos, rebelião em presídios, também taticamente em caso de incidência de ocorrência de natureza especial, ou que necessite de uma resposta especial por parte da PM. Sua atuação se estende a todo o Estado de Mato Grosso do Sul.

Emoção e vibração final.

No meio policial militar existe um ditado de que “quando a população precisa de ajuda chama a polícia, quando a polícia precisa de apoio aciona o Choque”. O curso iniciado em outubro e com dezenas de fases, todas eliminatórias, incluiu visitas a Batalhões de Choque da Polícia Militar de São Paulo, para conhecimento de materiais e equipamentos, além de palestras. No retorno a Campo Grande, os alunos tiveram pela frente um “exercício” inesperado, com a prestação de socorro, bloqueio e orientação de tráfego em um acidente rodoviário, até a chegada da Polícia Militar paulista.

Recebidos pelos Comandantes Geral e da Unidade Especial.