BPChoque da PM aborta sequestro e liberta vítima amarrada e amordaçada

BPChoque da PM aborta sequestro e liberta vítima amarrada e amordaçada

COMPARTILHAR
Policiais desamarram vítima. (Divulgação)

Na madrugada dessa quinta-feira (15), por volta de 1h30, em patrulhamento na região do Parque Lajeado, policiais militares do Batalhão de Choque notaram quando um indivíduo pulava o muro. Diante da suspeita foi solicitado apoio ao mesmo tempo que realizada busca no interior do terreno.

Ao bater na porta do imóvel foi abordado e imobilizado o indivíduo Everton Vinicius de Martins de Souza. Assim que entraram na casa, os policiais do Choque avistaram R.A.B. de 44 anos, amarrado, amordaçado e vendado deitado em um sofá da sala.

Questionado sobre existência de arma, Everton apontou que estava em baixo de roupas onde foi apreendido um revólver calibre 38 municiado.

A vítima foi desamarrada e esclareceu que caiu em um golpe da compra de gado e que iria verificar um rebanho de 250 cabeças, no valor de R$ 400 mil. No encontro, os marginais o abordaram em uma estrada na rua lateral ao Aeroporto Internacional de Campo Grande, sendo dois indivíduos, e que Everton foi quem o rendeu na mira da arma.

O ataque aconteceu por volta de 14h15 de terça feira (14) até ser libertado na madrugada dessa quinta-feira. Durante o tempo em que foi mantinham a vítima refém, os criminosos conversavam pelo celular com um indivíduo chamado de “Professo” e outro pelo prenome Valmir. A equipe do Choque prestou apoio à vítima e acionou o GARRAS, sendo realizado cerco e buscas para localizar o indivíduo que fugiu em desabalada carreira e não foi localizado.

Everton foi questionado a respeito da caminhonete Hilux prata placas NRN-0111 e um celular, tendo contado que “Buguinho” seu comparsa no roubo, sendo inclusive o piloto da motocicleta usada no crime e que sua participação foi de render a vítima e cuida-la em revezamentos, isso tudo comandado por telefone de dentro do presídio.

Arma, munições e droga da quadrilha.

Everton colaborou com os policiais os levando a possíveis paradeiros de “Buguinho”, no primeiro endereço, a rua Paulo Ubiratan nº 40, foi apreendido um tablete de maconha pesando 360 gramas e uma bala de metralhadora calibre 50, usada para derrubar aeronaves ou perfurar blindados. A possível moradora foi identificada como Kelly Crystina Paes de Oliveira, sendo encontrada uma autorização de saída temporária de presídio, emitida pela 1ª Vara Criminal de Corumbá.

Situação em que vítima foi encontrada.

Os policiais envolvidos na operação, foram ao segundo endereço indicado por “Buguinho”, fazendo contato com o indivíduo conhecido como “Pacu” em seguida identificado Elison França Feitosa e sua esposa Kelly Christina, ficando constatada a co-autoria dele no crime, pois na noite anterior a caminhonete pousou em sua casa juntamente Everton.

Os policiais mostraram a foto Kelly para a vítima, que de pronto a reconheceu como sendo ex funcionária de um primo para quem trabalhou na residência. O primo da vítima é pecuarista e a empregada sabia de toda a movimentação na compra e venda de gado. Um dos elementos presos, Everton, é foragido de presídio no Estado de São paulo e está sendo investigado sob suspeita de participação em outros assaltos em Campo Grande. É também interrogado sobre quais seriam suas ligações e facção criminosa em Mato Grosso do Sul.