BPMChoque faz uma das maiores apreensões de cocaína em Campo Grande

BPMChoque faz uma das maiores apreensões de cocaína em Campo Grande

COMPARTILHAR
Apreensão é uma das maiores já ocorridas na Capital.

Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar – BPMChoque – na noite deste sábado (9) realizaram uma das maiores apreensões de cocaína em Campo Grande. Além de quase 300 quilos de cocaína com alto teor de pureza, os policiais apreenderam grande soma em dinheiro e dois revólveres.

A ação do Choque que pode levar ao desmonte de um grande esquema de tráfico, aconteceu a partir de abordagem rotineira ocorrida no Jardim Botânico. Por volta de 20h equipe do BPMChoque em patrulhamento avistou um veículo Citroen Picasso prata e percebeu que o condutor ao ver a viatura policial, arrancou com o veículo.

Foi sinalizado com ordem de parada, mas o condutor seguiu em fuga demorando obedecer. Ao receber ordem para sair do veículo o indivíduo demorava, quando os policiais viram indivíduo de 39 anos tentando destruir dois celulares. Com a abordagem final do elemento, foi constatado que está com mandado de prisão, além de portar um revólver calibre 38 e ter certa porção de cocaína.

Muita cocaína e dinheiro

Na casa do indivíduo os policiais encontraram em um dos quartos, mais tabletes de cocaína, 275 ao todo e que pesaram 281 quilos e ainda outro revólver calibre 38. Além da droga e arma, a equipe do Choque apreendeu n a casa quase R$ 100 mil em dinheiro (90.587) e um saco plástico com R$ 170,90 em moedas, o que pode caracterizar que o indivíduo atuava no atacado e varejo de cocaína. A droga foi recolhida ao depósito da Denar e o traficante autuado em Flagrante na Cepol.

R$ 90.587,00 (noventa mil, quinhentos e oitenta e sete reais), além de um saco contendo R$ 170,90 (cento e setenta reais e noventa centavos) em moedas. Que diante dos fatos, foi dada a voz de prisão ao autor pelos crimes de tráfico de drogas, porte e posse ilegal de armas de fogo de uso permitido. Que o autor foi conduzido para a DEPAC CEPOL, sem lesões aparentes, e a droga e o veículo usado pelo autor foram entregues na DENAR.

Apreensão pode ter desdobramentos e mais prisões.