Brasil registra mais 881 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e...

Brasil registra mais 881 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas e total chega a 12.400

COMPARTILHAR

Em menos de três meses do primeiro caso do coronavírus no país, foi registrado mais um recorde de mortes. Segundo dados do Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas, (até o final da tarde de ontem) foram registradas 881 mortes pelo vírus no país, totalizando agora 12.400 óbitos. Já são mais de 177 mil contaminados no país, com a confirmação de mais de 9 mil casos nesta terça-feira (12).

Mais de 51% de municípios do Brasil já confirmaram casos para o coronavírus. 22 cidades já registram mais de mil casos confirmados, enquanto em 995 cidades já houve mortes confirmadas.

O Ministério da Saúde informou que mais de 377 profissionais contratados pelo governo já estão em atuação em Manaus, no Amazonas. Desses, 76 são médicos, 152 enfermeiros e os demais de outras áreas da saúde.

A pesquisa da pasta indica que 6% dos profissionais de saúde no Amazonas já têm sinais de depressão ou ansiedade. O Ministério informou que está sendo oferecido apoio psiquiátrico para esses profissionais. A Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, fala sobre a importância da saúde mental desses trabalhadores.

Já foram notificadas 884 internações de profissionais de saúde por diversos vírus respiratórios, inclusive o coronavírus. Desses, 57% são enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Dos casos graves, 93 profissionais de saúde foram confirmados com a Covid-19, com 9 mortes.

O Ministério da Saúde ainda informou que foram habilitados mais 423 leitos de UTI nos estados do Paraná, Bahia e Mato Grosso do Sul. Estão sendo gastos mais de R$ 65 milhões para os novos leitos habilitados pelo governo federal.

A pasta informou que já foram repassados quase 7 milhões de testes para a Covid-19 aos estados e municípios, sendo 2 milhões de testes de biologia molecular e 4,7 milhões de testes rápidos sorológicos. O governo pretende distribuir 46 milhões de testes até o final do ano.

O Ministério da Saúde também informou que regularizou o pagamento de mais de 2.800 bolsistas que fazem residência em hospitais. Outros 1.300 bolsistas ainda dependem da correção do cadastro para receberem os recursos. Ao todo, o governo financia mais de 22 mil bolsas de residência.