Brasil sofre, supera drama dos pênaltis e se classifica

Brasil sofre, supera drama dos pênaltis e se classifica

COMPARTILHAR

Repetindo duas das três edições anteriores da Copa América, o Brasil teve decisão por pênaltis diante do Paraguai nas quartas de final. Desta vez, a equipe no sufoco conseguiu vencer por 4 a 3 após empate por 0 a 0, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

O resultado levou a seleção para as semifinais da Copa América pela primeira vez desde sua última conquista, em 2007. Anfitriã do campeonato, a seleção disputará uma vaga na decisão na próxima terça (2), em Belo Horizonte, contra o vencedor do jogo Argentina e Venezuela.

Na luta pela vaga nas semifinais, o primeiro tempo não foi exatamente o que o torcedor brasileiro esperava. O sistema defensivo do Paraguai foi mais eficiente do que os enfrentados anteriormente, e o Brasil não chegou a nenhuma oportunidade nos 45 minutos iniciais.

A melhor chance do primeiro tempo foi dos visitantes, em sobra de cobrança de escanteio. Derlis González dominou na área, após cruzamento de Arzamendia e se viu perto do gol. Alisson lhe fechou o ângulo e fez a mais importante intervenção de um goleiro até o intervalo.
Não era o plano da seleção, que teve dificuldade para se livrar da marcação agressiva. Houve uma boa troca de passes ainda no início, com finalização de Firmino e defesa segura de Gatito, mas ficou explícito que o plano de jogo da seleção dona da casa não estava funcionando.

Já o plano dos paraguaios, ao contrário, tinha boa aplicação prática. A Philippe Coutinho não era dado espaço no meio. E a marcação dobrava sempre que Gabriel Jesus ou Everton dominava pelas pontas. Inversão de lado, como tentou Tite, não funcionou. A decisão foi para os pênaltis e a seleção segue na disputa.