Câmara dos Deputados vota pela manutenção de Silveira na prisão

Câmara dos Deputados vota pela manutenção de Silveira na prisão

COMPARTILHAR
Deputado seguirá, ainda em quartel da PMRJ.

Com 364 votos a favor, a Câmara dos Deputados votou pela manutenção da prisão de Daniel Silveira, decisão que corrobora com o STF. 130 deputados votaram contra a decisão do Supremo, o que não foi suficiente para livrar Silveira.

“A sessão não nos deixa tranquilo, nem feliz… muito sacrificante para todos… esperamos daqui pra frente o respeito a democracia e limites aos poderes”, disse o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP).

“Não podemos permitir que casos dessa natureza aconteçam… não haverá outros casos nesse sentido”, completou Lira. “O brasil não pode parar por um assunto como esse, tem vacina, enchente, pautas sociais e outras coisas”, desabafou o presidente da Casa.

Favorável a manutenção da prisão de Daniel Silveira, o deputado Fábio Trad (PSD-MS) afirmou que a liberdade de expressão não pode ser utilizada para violar a própria liberdade. “Foi um libelo, uma exposição raivosa e virulenta pregando a morte da democracia”, disse ao defender a manutenção da prisão do deputado Daniel Silveira na sessão virtual do Plenário.

Para Maria do Rosário, a imunidade parlamentar serve para defender os eleitos pelo povo na apresentação de ideias relacionadas à manutenção do Estado democrático de Direito. Igualmente a favor da manutenção da prisão, a deputada Fernanda Melchionna (Psol-RS) lembrou de outras manifestações de Daniel Silveira consideradas por ela como persecutórias de minorias. “Esse deputado representa uma extrema direita negacionista e defensora da ditadura do capital, que quer acabar com a democracia”, disse. Ela o acusou de tentar se fazer de vítima em sua fala na sessão.