Caminhoneiro douradense morre no Tocantins vítima do coronavírus

Caminhoneiro douradense morre no Tocantins vítima do coronavírus

COMPARTILHAR
Antoninho Muller morreu após dias internado.

Antônio Coca

O caminhoneiro Antoninho Muller, 56 anos, morreu neste sábado (26) no Hospital Regional de Araguaína, no norte de Tocantins. Ele estava internado há alguns dias em Tocantinópolis com suspeita de infectado com o novo coronavírus.

Após ter complicações no quadro de saúde, ele precisou ser transferido para Araguaína onde não resistiu e morreu por conta do covid 19. De acordo com as autoridades de saúde, apesar da morte ter ocorrido no Tocantins, o caso não entra nas estatísticas locais.

É que Antoninho Muller estava apenas de passagem pelo estado e procurou por socorro em Tocantinópolis após se sentir mal durante a viagem. Ele era morador de Dourados, em Mato Grosso do Sul e o caso será notificado como sendo do município.

A Secretaria Estadual da Saúde explicou que este é o protocolo do Ministério da Saúde para casos do tipo. Ainda não se sabe o que será feito com o corpo do caminhoneiro, já que as medidas de prevenção ao coronavírus proíbem velórios e na maioria dos casos o sepultamento é imediato à morte.