Caminhoneiros protestam contra preços do diesel em todo o Brasil

Caminhoneiros protestam contra preços do diesel em todo o Brasil

COMPARTILHAR
Em todo o País, caminhoneiros fazem manifestação contra preço abusivo de diesel

Caminhoneiros paralisam diversas rodovias pelo país nesta segunda-feira (21). Os atos pacíficos ocorrem em protesto contra o aumento nos preços do diesel. A categoria já havia prometido a paralisação na semana passada se não fossem atendidas uma série de reivindicações apresentadas ao governo federal. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), manifestantes iniciaram um princípio de queima de pneus na região de Brasília, o que foi controlado rapidamente e o ato segue pacífico.

Manifestações de caminhoneiros interditam três trechos de rodovias federais que cortam o Mato Grosso do Sul. Conforme a PRF (Polícia Rodoviária Federal), os protestos atingem a BR-267, no km 365, em Maracaju, e a BR-163, nos km’s 478 e 324, nas cidades de Campo Grande e Rio Brilhante, respectivamente.

Em Eldorado, na BR 163, km 39, às 12h, ocorreu uma interdição parcial em virtude da manifestação, o mesmo ocorrendo na BR-060, km 429 em Sidrolândia. Como na maioria dos pontos de manifestação, veículos de passeio estão sendo liberados para passar e em razão disso, o congestionamento tem sido relativamente pequeno, não passando de 1 Km.

A Polícia Rodoviária Federal – PRF lembra que o Código de Trânsito Brasileiro prevê uma multa no valor de R$ 3.800 e suspensão do direito de dirigir para condutores que utilizam seus veículos para interditar rodovias e que a PRF poderá fazer uso de expediente caso não seja atendida a solicitação para liberação da rodovia.

A PRF também ressalta que interdições de rodovias são extremamente perigosas para a segurança do trânsito. Já tivemos registros de graves acidentes (ocorridos em outros Estados) como consequência da interdição, além de todos os prejuízos que esta manifestação ilegal pode causar a terceiros em seus compromissos e danos a cargas perecíveis. Aos condutores que puderem adiar suas viagens, recomendamos que assim procedam. A PRF mantém o telefone 191 a disposição para emergência demais esclarecimentos.

Estadual

Na MS-376, próximo a Fátima do Sul, o protesto interdita a via e apenas veículos pequenos podem passar. A fila de caminhões é grande no local e ainda não há previsão do trecho ser liberado.

Os atos têm como pauta a redução o preço do litro do diesel e além de Mato Grosso do Sul, ocorrem em vários Estados do país. Na Capital e Rio Brilhante, os motoristas chegaram a atear fogo em pneus e o bloqueio é apenas parcial. Já em Maracaju a interdição é total.

De acordo com o presidente do Sindicam (Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de MS), Osny Carlos Bellinati, cerca de 19 mil trabalhadores deixaram de conduzir os seus veículos nesta segunda-feira (21).

No MS bloqueio para caminhões em várias rodovias