Campanhas de adoção de animais domésticos tem apoio do Vereador Veterinário Francisco

Campanhas de adoção de animais domésticos tem apoio do Vereador Veterinário Francisco

COMPARTILHAR

Segundo dados da OMS de 2019, existem no Brasil cerca de 30 milhões de animais abandonados, destes a maioria são cães e gatos. E esse número, além impactar diretamente na vida desses animais, também afeta a vida humana e o meio ambiente.

A busca pela diminuição do número de animais abandonados é constante, seja por ações da população ou do Poder Público e uma das ações que pode ajudar é a adoção. Hoje existem em Campo Grande vários protetores e ONGs que cuidam de animais resgatados a procura de um novo lar, e também a Coordenadoria de Controle de Zoonoses que resgata animais com denúncias de maus tratos ou abandonados e os encaminha para a adoção.

A adoção beneficia não só o animal adotado, mas também o protetor ou entidade que fez a doação, pois este terá mais condições de atuar, beneficia outro animal abandonado que poderá ser acolhido e principalmente o adotante. A presença de um animal, nesse tempo de tédio, solidão e distanciamento, resgata a alegria e a diversão dentro de casa. Sem dizer da auto-estima do adotante que com este ato aumenta em função de sua atitude.

Vários órgãos e entidades têm apoiado a adoção de animais, podemos destacar o Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul – CRMV/MS que está realizando a campanha ‘Adote-me’, e o Ministério Público de Mato Grosso do Sul que tem, em suas redes sociais, divulgado sobre a adoção e o bem-estar dos animais.
Adotar é sempre um gesto de muito amor e carinho, pois além de proporcionar um novo lar para o animal, você ganhará um amigo que será sempre grato e fiel companheiro.

Mas, além da vontade de adotar, é preciso ter responsabilidade com o animal. Leve em consideração que ele já passou por situações adversas, é preciso um cuidado especial. Para tomar essa decisão tenha consciência de seus deveres e responsabilidade. Decidir pela adoção de um animal é escolher cuidar dele para o resto da vida e os desafios do dia a dia são muitos.

“A adoção é um gesto que pode salvar uma vida, tanto animal quanto humana. É sabido que a presença de um animal em casa traz muitos benefícios. Existem muitos animais nas ruas e nos abrigos precisando de um novo lar, e precisamos que as pessoas entendam que a adoção é um dos meios de reduzirmos o abandono dos animais”, ressaltou o Vereador Veterinário Francisco.

Mostrando a importância e necessidade de novas ações para a causa animal, o Governo Federal recentemente criou a Coordenadoria Nacional de Proteção e Defesa Animal, que será um departamento específico para tratar de políticas públicas voltadas para pets como cães e gatos.

Adoção

Para aqueles que quiserem adotar um animal, podem se dirigir a Coordenadoria de Controle de Zoonoses, na Avenida Senador Filinto Muller, 1601, ou procurar alguma ONG ou protetor independente.

Com Assessoria