Cerca de 3 toneladas de maconha marroquina destruídas em Capitán Bado

Cerca de 3 toneladas de maconha marroquina destruídas em Capitán Bado

COMPARTILHAR

Antônio Coca

Continuando com as ações de desativar centros clandestinos de processamento de maconha em todo o país, a SENAD – Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, realizou na manhã desta sexta-feira (7), incursão em uma área rural de Capitán Bado. No local foi destruido um campo de produção de drogas tipo marroquina. Quase 3 toneladas da substância foi destruída e apanhados elementos que faziam a logística do esquema.

A substância obtidao a partir da resina de capim estva sendo submetida a processos de extração e processamento na área de Estância Rosalina, distrito de Capitán Bado. Os agentes da SENAD, juntamente com os membros das Forças Especiais, viajaram por estradas difíceis até chegar ao local onde estava construído um acampamento que armazenava grande quatidade a droga conhecida como maconha marroquina.

No total, as embalagens chegaram a 2.850 quilos, sendo também encontrada no acampamento uma arma longa e todos os itens necessários para o trabalho de embalagem. Em menos de um mês, a SENAD desativou dois pontos importantes de preparação coleta desse tipo de droga, o primeiro desenvolvido em Caaguazú e o segundo destruído no início desta manhã com a supervisão do promotor Marco Antonio Amarilla.