Choque da PM prende passageiro com Skunk que levaria ao Maranhão

Choque da PM prende passageiro com Skunk que levaria ao Maranhão

COMPARTILHAR
Farejador indicou a "pacoteira".

Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar prenderam no final da tarde deste sábado (8) em Campo Grande, traficante confesso que fazia a ponte Campo Grande/Imperatriz, no Maranhão para a venda de Skunk. Droga e proprietário foram descobertos em operação de equipe do Choque Canil, com emprego de Cães Farejadores.

Na operação foi abordado no Anel Viário, ônibus interestadual que deixava Campo Grande com destino a Goiânia, Goiás. Em vistoria a bagagens e passageiros, os cães de faro indicaram a existência de droga em duas bagagens de mão. Em seguida foi identificado o passageiro Thiago (21), dono das bagagens onde estavam 21 pacotes de Skunk, que pesaram 10,630 quilos.

O passageiro confessou ser o dono da droga e que viajara de Imperatriz a Campo Grande após contatar uma pessoa e negociar o entorpecente. Ele diz ter chegado na Capital no dia 6 e que recebeu o Skunk na rodoviária e entregue pelo traficante para quem teria pago R$ 50 mil em dinheiro.

Questionado sobre do que vivia, Thiago afirmou que sua atividade principal é a venda de drogas em Imperatriz e que já fez outras viagens buscando drogas em Campo Grande. Alegando “prejuízo” com a apreensão, afirmou que poderia lucrar até R$ 200 mil. A droga foi recolhida ao depósito da Denar e o passageiro autuado em flagrante na Depac-Cepol.