Choque da PM prende quadrilha com mais de 7 toneladas de droga...

Choque da PM prende quadrilha com mais de 7 toneladas de droga na Capital

COMPARTILHAR

Uma das maiores apreensões de maconha dos últimos meses no âmbito de Campo Grande, foi realizada na madrugada desta sexta-feira (24), por equipes do Batalhão de Choque da Polícia Militar. Mais de sete toneladas da droga, quatro veículos entre os quais um caminhão, foram apreendidos, estourado entreposto no Jardim Itamaracá, outro na zona rural de Sidrolândia e nove pessoas presas por tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes.

Policiais do Choque levantaram informação indicando a existência de um galpão localizado na rua Padre João Delfino, no Itamaracá, possivelmente utilizado como ponto de drogas. Equipes passaram a patrulhar a área e no começo da madrugada perceberam movimentação no interior do galpão e, pelo portão entreaberto viram quatro indivíduos descarregando fardos.

Ao serem abordados os homens passaram a quebrar celulares ao mesmo tempo em que os policiais constatavam 8 fardos de maconha no chão, sendo os homens com idades entre 26, 31 e 45 anos presos em flagrante.

No local foi apreendido caminhão baú com placas de Carapicuíba/SP, carregado com diversos fardos da droga, além de mais 12 fardos acondicionados em uma sala, totalizando 148 fardos pesando 3.118,8 quilos da droga no local. Questionados, um dos indivíduos disse que seu comparsa de 45 anos, era o encarregado de dirigir o caminhão baú, para buscar a droga armazenada em uma chácara em Sidrolândia e armazenar no galpão, onde os outros dois, executariam a função de carga e descarga do caminhão baú recebendo R$ 500.

Contou ter sido contratado por um dos elementos também preso, e que por sua vez admitiu ter alugado o galpão há aproximadamente 3 meses, recebendo mensalmente R$ 1 mil para manter o contrato de aluguel em seu nome e tomar conta do galpão. O responsável pelo aluguel, confessou que seus contratantes de 32 e 33 anos, seriam moradores na cidade de Ponta Porã, e utilizavam uma Toyota Hilux, placas daquela cidade. Eles ainda seriam os responsáveis por enviar a droga da região de fronteira para Campo Grande e realizar os pagamentos aos envolvidos no esquema.

O “gerente” do galpão confessou ainda que outros três homens participavam do esquema e estariam aguardando no Posto Posto América, em um veículo Renault Sandero, sendo o trio localizado e preso. Com base no relato do motorista do caminhão, uma equipe do Choque localizou a chácara entreposto na zona rural de Sidrolândia onde foram apreendidos mais 274 fardos totalizando 4.173,6 quilos de maconha.

Ainda segundo o motorista, receberia R$ 4 mil pelo transporte de toda a droga da chácara ao galpão no Itamaracá, sempre acompanhado dos homens que foram presos no posto. Além dos 422 fardos de maconha pesando 7.292,40 quilos, foram apreendidos o caminhão, caminhonete, Renault Master, Renault Sandero e um Gol. A operação resultou em um prejuízo estimado em mais de R$ 11 milhões ao crime organizado.