Cocaína apreendida pela SENAD pesou mais de meia tonelada

Cocaína apreendida pela SENAD pesou mais de meia tonelada

COMPARTILHAR
Embalagens diferenciadas podem indicar vários donos da carga. Divulgação/SENAD

Antônio Coca

Pesou mais de meia tonelada a cocaína que estava sendo trazida da Bolívia e tinha como destino o Brasil e acabou apreendida na madrugada de ontem em Cruce Carmelo Peralta no Paraguai. A droga foi interceptada por agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (SENAD) e três pessoas foram presas acusadas de tráfico internacional.

Os tabletes da droga estavam escondidos no fundo falso da carroceria de um caminhão que era escoltado por uma caminhonete Triton. Durante a operação foram presos os paraguaios Rafael Chamorro, Juan Antônio Gill Mieres, e Alberto Ferreira Britez, que dirigia o Mercedes Benz que transportava os 574 quilos e 800 gramas de cocaína avaliados em mais de 4 milhões de dólares.

Trio foi levado para Assunção.

De acordo com trabalho da inteligência, a organização criminosa investigada estaria introduzindo no país grandes carregamentos de cocaína trazidos da Bolívia. O transporte ocorria através de aeronaves utilizando pistas clandestinas no Departamento de Alto Paraguai, e posteriormente transportando-a por via terrestre até o Departamento de Amambay, cujo destino final seria o mercado brasileiro.

As investigações continuam e a polícia paraguaia quer saber agora quem era o dono ou os donos do carregamento, já que pela grande quantidade pode pertencer a mais de um traficante. Os três homens presos foram levados para a sede da SENAD em Assunção e serão processados por tráfico internacional de droga.

Carga estava em fundo falso do caminhão.