Com quase 100 mil ligações ‘indevidas’ ao 190/193, Coronel David incentiva campanha...

Com quase 100 mil ligações ‘indevidas’ ao 190/193, Coronel David incentiva campanha de conscientização

COMPARTILHAR
Conhecendo o problema de perto, Coronel David acredita que campanha melhore a situação.

Dentre as 504 mil ligações recebidas no ano passado pelo Centro Integrado de Operações de Segurança de Mato Grosso do Sul, o Ciops atendeu quase 100 mil chamadas solicitando informações dos mais diversos assuntos. Essas ligações, no entanto, são consideradas ‘indevidas’ pois atrapalham os atendimentos emergenciais, que são os pedidos principais que chegam aos números 190, da Polícia militar e 193, o Corpo de Bombeiros.

Com a constatação, o deputado estadual Coronel David, atento aos problemas que tratam de segurança pública, solicitou nesta semana, a pedido do coordenador do Ciops, delegado Marcos Takeshita, a adoção de medidas e apoio estrutural da Assembleia Legislativa para campanha audiovisual com o objetivo de conscientizar a população que ligações ao 190 e 193 deverão ser realizadas apenas para fins de emergência.

“Importante destacar que a má utilização destes canais que aumentam em períodos de feriados, finais de semana e férias escolares, principalmente no mês de julho, é necessária e imprescindível esta campanha para conscientizar e informar a população da real utilidade desses canais de comunicação”, afirma.

O parlamentar explica que todas as ligações realizadas nesses números de urgência, são encaminhadas a central do Ciops que planeja e coordena quais serão os serviços destinados para atender determinada ocorrência. No entanto, esses canais de comunicação estão sendo utilizados de forma indevida, o que causa prejuízo no atendimento de quem realmente precisa da prestação dos serviços com mais rapidez e eficácia.

“Nos chama atenção que quase um quinto das ligações recebidas em 2020 foram pedidos de informação. Enquanto essas pessoas ligam pedindo essas explicações, há outras pessoas na linha precisando de atendimento emergencial que pode salvar suas vidas”, afirma.

Marcos Takeshita, disse que é importante a sociedade entender que esses números específicos (190/193) são para chamadas de estrita urgência, pois os números de ligações ‘inconvenientes’ para o setor são bem elevados.

“É um quantitativo muito alto e isso nos prejudica no atendimento emergencial que uma pessoa está precisando imediatamente. Com uma campanha de divulgação, nosso trabalho vai melhorar muito. Estamos a disposição”, afirma.

Sobre dúvidas de assuntos gerais, o coordenador pede que a pessoa interessada procure o canal correto para sanar dúvidas. “A gente pede encarecidamente para a população que essas ligações de pedido de informação, como: quando irá voltar às aulas presenciais, ou se a Santa Casa tem vagas, sejam realizadas de forma correta. Esses pedidos de informações nos atrapalham, pois o nosso foco é o atendimento emergencial”, finaliza.

A Campanha

Se acatada pela Casa de Leis, a campanha será realizada na área de comunicação. Terá identidade visual e produção de artes e vídeos para divulgação nos meios de comunicação e redes sociais, além da cobertura de TV, rádio e website.