Comerciante envolvido na morte de Rambo é executado em Ponta Porã

Comerciante envolvido na morte de Rambo é executado em Ponta Porã

COMPARTILHAR

Antônio Coca

Dois homens utilizando uma moto atiraram na noite desta quinta-feira (24) no comerciante Kleber Rocha Pinto de 59 anos. Ele estava em frente ao estabelecimento comercial dele na saída para Antônio João quando os pistoleiros chegaram e desferiram vários tiros contra a vítima.

Ferido, Kleber foi socorrido por populares e levado para o Hospital Regional em estado gravíssimo e morreu quando era atendido. Ele foi atingido por três disparos, sendo uma axila e dois tiros nas pernas. Testemunhas disseram que depois dos disparos os pistoleiros fugiram para o lado paraguaio da fronteira. Policiais militares foram até o Hospital Regional para investigar uma tentativa de homicídio e no local ficaram sabendo da morte da vítima.

Na década de 1990, Kleber esteve envolvido na morte do agente da Polícia Federal, Marcos Antônio Soares Assunção na época com 35 anos, o Rambo, assassinado no dia 23 de junho de 1998 no Parque do Lago no Grande Flórida. De acordo com as investigações Rambo teria sido atraído para uma emboscada por dois de seus informantes e morto com diversos tiros por Jaime Favaro, o “Gauchinho”. Gauchinho teria usado a moto de Kleber que era estudante de Direito e também seria informante de Rambo.

Depois do crime houve uma intensa caçada por Gauchinho que foi encontrado dias depois em uma propriedade rural de Laguna Carapã e morreu na troca de tiros com policiais. Kleber chegou a ser preso e respondeu e foi absolvido pelo Júri Popular, mas em 2002, o TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região (São Paulo) acatou o recurso do MPF (Ministério Público Federal) e anulou o julgamento de Kleber Rocha Pinto, e desde então não foi marcado outro julgamento.