Comerciantes protestam contra decreto em frente à prefeitura de Ponta Porã

Comerciantes protestam contra decreto em frente à prefeitura de Ponta Porã

COMPARTILHAR
Comerciantes exigem presença do prefeito e alternativas. (Divulgação)

Antônio Coca

Comerciantes realizam neste momento, em frente à prefeitura de Ponta Porã, protesto contra o decreto do governo de Mato Grosso do Sul que fecha atividades consideradas não essenciais, que começa a valer nesta sexta-feira (26), e segue até 4 de abril.

Eles pedem a presença do prefeito Hélio Peluffo (PSDB), e por diversas vezes gritam “precisamos trabalhar”, alegando que diante das novas medidas que visam conter o avanço da Covid-19, é impossível manter empregos e pagar salários.

Com o novo decreto, o toque de recolher das 20h às 5h foi mantido de segunda a sexta-feira, e das 16h às 5h aos sábados e domingos. Segundo os empresários, a norma anterior já estava prejudicando a economia local. Durante o protesto, eles também cobram o hospital de campanha, ampliação de leitos a pacientes com Covid-19.