Corpo de mulher carbonizada na BR-262 é identificado e outro corpo pode...

Corpo de mulher carbonizada na BR-262 é identificado e outro corpo pode ser do marido

COMPARTILHAR

A Polícia Civil identificou a mulher achada morta carbonizada na manhã desta segunda-feira (16) na saída para Três Lagoas. O corpo do homem achado na mesma situação pode ser do marido dela, mas a polícia ainda depende de identificação oficial para confirmar.

A mulher foi identificada como Priscila Gonçalves Alves, moradora no conjunto Azaléia, Lar do Trabalhador. Caso seja confirmada a identidade do home carbonizado e igualmente mutilado, trata-se do marido de Priscila, Pedro Vilha Alta Torres, de 45 anos. Ele possui anotação policial por receptação, ameaça e lesão corporal dolosa, e Pedro, condenado beneficiado com regime aberto mediante monitoramento.

Consta que principalmente Priscila seria usuária de entorpecente, tendo a mãe já tentado interna-la, mas sem sucesso. A princípio não consta registro de desaparecimento do casal.

Corpos

Os dois corpos foram encontrados ontem em meio a vegetação queimada na margem da BR-262 proximidades de um condomínio. Um corpo estava distante cerca de 100 metros um do outros, ambos mutilados e parcialmente carbonizados.