Corpos encontrados são de mãe e filha. Assassino e o filho “moravam”...

Corpos encontrados são de mãe e filha. Assassino e o filho “moravam” com os cadáveres

COMPARTILHAR
Pablino diz que matou esposa e filha em nome de Jesus

Antônio Coca

Um fato macabro foi descoberto na tarde desta terça-feira (2) em Pedro Juan Caballero. Um homem havia matado a esposa e a filha e estava morando com um dos filhos na residência da família com os dois copos havia mais de dois meses. O cheiro dos corpos em decomposição chamou a atenção dos vizinhos e moradores da Vila Tereza na periferia da cidade. Bombeiros voluntários foram até o local encontraram os corpos e acionaram a polícia.

Pablino Gimenez Ledezmo de 53 anos, foi preso em flagrante trabalhando do lado de fora da casa. Ele tentou impedir a entrada dos homens do Corpo de Bombeiros e depois que os corpos foram encontrados ele disse que matou a esposa Patrociña Romero Olmedo de 48 anos e a filha Noelia Gimenez Romero de 18 anos, por que a filha estava possuída por um espirito maligno. “Matei em nome de Jesus”, disse ele.

O filho casal foi encontrado na casa e levado para dar depoimento ainda não foi informado se ele apresenta algum tipo de transtorno psicológico, mas nos últimos meses vivia na mesma casa com o pai e os corpos da mãe e da irmã.

O caso chocou os policiais e investigadores e os moradores da região ficaram apavorados com a cena macabra descrita pelas autoridades que estiveram no local. Pablino chegou a procurar a polícia e registrar uma queixa de desaparecimento das duas mulheres.

Ele alegou que Patrociña tinha levado a filha para um centro espírita em Ciudad Del Este e que depois disso não tinham mais dado notícias. Os corpos em decomposição foram levados para um necrotério e passarão por necropsia.