Depois de tentativa de fuga em massa, presos são transferidos de Pedro...

Depois de tentativa de fuga em massa, presos são transferidos de Pedro Juan

COMPARTILHAR

Presos que seriam integrantes de uma facção criminosa e que tentaram uma fuga em massa na madrugada deste domingo (12), da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, estão sendo transferidos para outras unidades prisionais por autoridades paraguaias. A tentativa de fuga foi descoberta nas primeiras horas de hoje e dezenas de agentes de Forças Especiais entraram no Pavilhão A, que é ocupado justamente por integrantes do grupo criminoso brasileiro e que, segundo dados de inteligência, apresenta vestígios de modificações recentes em sua infraestrutura.

Segundo o Ministério da Justiça, o objetivo era repetir a fuga realizada em massa registada em janeiro de 2020 na mesma prisão, onde cerca de 80 dos seus membros conseguiram escapar e até então a maioria não foi capturada.

Na tarde deste domingo, o Ministério da Justiça do Paraguai, decidiu transferir vários presos que foram apontados como os líderes da tentativa de fuga. Eles foram identificados como Fernando José Aquino Salinas, Junior Ariel Sanabria Escobar, Roberto Vásquez Vera, Claudio Zanati Eidt, Thiago Ferreira Moura, Alejandro Adrián Ríos Vázquez, Jorge Damián Villamayor Colmán e Juan Ramón Gomez Villalba. Durante a semana eles distribuídos para outros centros penitenciários.

Relatórios do Departamento de Inteligência da Polícia Nacional apontavam que havia um risco eminente de fuga e durante os procedimentos desta madrugada foram encontrados vestígios de remoção de materiais da cobertura de um pavilhão e acumulação de entulhos entre a cobertura e a cobertura de zinco.

Na revista foram localizadas ainda diversas armas de fabricação artesanal, drogas, aparelhos celulares e outros objetos proibidos. A revista contou com homens da Polícia Nacional, Forças Armadas, Ministério Público e Bombeiros.

Agora o trabalho ´identificar se houve participação e agentes penitenciários e de pessoas de fora do sistema penal na elaboração do plano de fuga frustrado.