Depois do estádio arrumado, UFMS “reajusta” aluguel do Morenão e exige 200...

Depois do estádio arrumado, UFMS “reajusta” aluguel do Morenão e exige 200 ingressos para apadrinhados

COMPARTILHAR
Obras bancadas pela Federação de Futebol

O presidente do Operário, Estevão Petrallas, anunciou ontem em entrevista coletiva na apresentação do elenco, que a UFMS apresentou uma nova tabela de cobrança do aluguel do Morenão aos clubes de Mato Grosso do Sul e ainda exige uma gratuidade de 200 ingressos para distribuir aos amigos da casa e apadrinhados. O valor a ser cobrado será de 4 mil reais por jogo. Neste final de semana, a FFMS pagou os 8 mil referentes as duas partidas envolvendo Comercial e Operário.

Conforme reportagem do jornalista Cláudio Severo, na Rádio EsporteMS o detalhe é que foi a Federação de Futebol quem desembolsou os R$ 75 mil gastos para atender as exigências feitas para que o Morenão tivesse o mínimo de condições de receber as partidas do Campeonato Estadual. Ainda de acordo com a Rádio EsporteMS, Petrallas afirma que vai solicitar uma reunião com o reitor Marcelo Turine para debater sobre o assunto e que pede presença também do Comercial e da Federação.

Já no programa Futebol é Nossa Paixão, da Rádio EsporteMS, os torcedores comercialinos e operarianos após ouvirem a entrevista começaram as manifestações na rede social. “Quanto será que a UFMS cobrou para show do Gustavo Lima, e quantos ingressos a reitoria pediu para distribuir? A assessoria da UFMS não responde o questionamento. Desde setembro, o site Esportems pede entrevista com responsáveis pelo Morenão, e não há retorno. O site, desta vez não procurou, por entender que o descaso em vir a público a dar explicações não faz parte do manual da instituição.