DERF desmonta esquema de golpes contra mulheres liderado por interno da Máxima

DERF desmonta esquema de golpes contra mulheres liderado por interno da Máxima

COMPARTILHAR
Líder do esquema tem roubo a bancos e outros crimes nas costas.

A Polícia Civil através da DERF, em ação conjunta com a AGEPEN e apoio do N.O.E e CANIL/P.R.F. e S.I.G./Anastácio desmantelou associação criminosa especializada em golpes contra mulheres, comandadas por individuo de 41 anos e várias condenações por roubo a banco e organização criminosa. De dentro de uma cela do Presídio de Segurança Máxima em Campo Grande, o indivíduo anunciava na OLX procurando por mulheres com carro, informando que se tratava de empresa do Estado do Mato Grosso, oferecendo salário fixo de R$ 2 mil, mais despesas de combustível.

As interessadas deveriam enviar currículo completo, inclusive com dados bancários. De posse dos dados o golpista presidiário ordenava as mulheres nas práticas criminosas, e com a recusa passava a exigir R$ 50 mil ou o carro, caso contrário seus comparsas iriam até o endereço declinado e assassinaria toda a família.

Em conjunto com a AGEPEN/Administração da Máxima, passou-se a monitorar a rede de contatos do chefe do esquema, descobrindo que seus comparsas eram duas mulheres e um homem de 18 anos. Descobriu-se, ainda, testemunhas de um homicídio, informações repassadas à Delegacia própria, informações detalhadas de uma organização criminosa, suspeitos de tráfico de drogas entre outras informações que serão passadas às Delegacias Especializadas.

Com a investigação, foi cumprida ordem de prisão preventiva contra o indivíduo e todas as informações serão repassadas ao Juiz da Execução Penal e ao Ministério Público. Durante as buscas apreendeu-se um revólver calibre 22 e 77 munições.

Entrevistado, o indivíduo demonstrou extremo desprezo pelas mulheres, rindo quando informado do terror que causou, e as tratando de frangas. Além da AGEPEN a equipe da DERF contou com o apoio do N.O.E. (Núcleo de Operações Especiais) e CANIL da Polícia Rodoviária Federal que auxiliou nas buscas, do S.I.G. de Anastácio que localizou naquela cidade e interrogou um dos alvos.