Desaparecimento de criança mobiliza autoridades na fronteira e polícia caça um suspeito

Desaparecimento de criança mobiliza autoridades na fronteira e polícia caça um suspeito

COMPARTILHAR
Pol´cia procura pela menina e caça suspeito.

O desaparecimento de uma criança de apenas cinco anos está mobilizando policiais e o Conselho Tutelar de Ponta Porã. Ana Rosa Ramos Marques de 5 anos, não é vista desde a madrugada de terça-feira quando desapareceu da casa dela no Jardim Ivone.

Ontem, (2) o Conselho Tutelar foi acionada e a conselheira Marilene Escobar de Souza a Mari esteve na casa da família com uma equipe da Polícia Militar e a mãe foi levada para fazer o Boletim de Ocorrência no 1º Distrito Policial, onde o caso está sendo investigada pela equipe plantonista comandada pelo delegado Pedro Ramalho.

O policial informou que apesar de decorrido muito tempo desde o desaparecimento, tudo está sendo feito para localizar a criança. Algumas pessoas já foram ouvidas e algumas pistas surgiram. O policial não deu nenhuma informação sobre a linha de investigação, mas uma fonte ouvida pelo Ponta Porã News, declarou que a menina pode ter sido raptada e que já haveria um suspeito que está sendo procurado pela polícia.

A conselheira Mari disse que está havendo um empenho geral por parte das autoridades e que o objetivo é encontrar a criança o mais rápido possível. “Só volto para casa quando esta menina for localizada”, disse ela. Qualquer informação sobre o paradeiro da menina poderá ser passada ao telefone celular do Conselho Tutelar 98471 2146 ou para a Polícia Militar, Guarda Municipal ou na Polícia Civil.

Seguem buscas e polícia caça suspeito

Juliano dos Santos está sendo procurado como suspeito do desaparecimento da menina. Manchas de sangue foram encontradas em uma cama onde teria dormido o suspeito de ter raptado a criança.
O principal suspeito do sumiço dela foi identificado como Juliano dos Santos Cabral que seria ex-presidiário e teria algum tipo de relacionamento com a mãe da criança. De acordo com informações do Conselho Tutelar de Ponta Porã, o órgão foi informado na tarde de ontem (2) do desaparecimento da criança e na casa da família e no local a mãe não foi localizada.

Uma tia da menina teria ido na Polícia Civil fazer o Boletim de Ocorrência e somente no final da tarde a mãe foi encontrada e esteve na delegacia para prestar esclarecimentos. No interior da casa os investigadores da polícia teriam encontrado as manchas de sangue. Juliano dos Santos não foi mais visto desde a madrugada de ontem e teria ido para a região do Distrito Nova Itamarati, mas policiais civis e militares fazem buscas para tentar encontra-lo. A mãe deve ser ouvida novamente nesta quinta-feira para explicar alguns pontos que não foram esclarecidos.

Qualquer informação sobre o paradeiro da menina poderá ser dada no telefone celular do Conselho Tutelar 98471 2146 ou para a Polícia Militar, Guarda Municipal ou na Polícia Civil. Nota da Redação: A imagem da criança está sendo divulgada para ajudar na localização.

Juliano dos Santos, suspeito no caso e caçado pela polícia da fronteira.