Desconhecidos tentam resgatar aeronave brasileira apreendida no Paraguai

Desconhecidos tentam resgatar aeronave brasileira apreendida no Paraguai

COMPARTILHAR
Desmontada, aeronave seria retirada do local em caminhão.

Nesta quinta-feira desconhecidos tentaram roubar uma aeronave apreendida pelo Ministério Público por violação do espaço aéreo do Paraguai, no Distrito de Tavapy. A aeronave experimental marca Excell, de origem brasileira com matrícula PU-REX, que foi apreendida pelo Ministério Público e por ordem do promotor Orlando Quintana estava no depósito de implementos agrícolas, propriedade de Silvestre Stho, em Tavapy, no Departamento de Alto Paraná.

Na tentativa de roubo desconhecidos abriram um buraco na parede por onde entraram no local e começaram desmontar as asas para transportar a aeronave. O que teria ocorrido fazendo os ladrões abortar a ação não foi divulgado.

“Por motivos de segurança, ordenamos a transferência do avião para a sede da 39ª Sub-Delegacia de Polícia, porque houve tentativa de roubo do avião. Eles vieram para desarmar as asas. Essa aeronave havia feito um pouso forçado no setor e os ocupantes fugiram do local”, explicou o promotor Quintana.

O avião foi periciado em busca de restos de drogas e nenhum vestígio foi encontrado, de acordo com a investigação do promotor. No entanto, o proprietário identificado como Hélio Méndez, brasileiro, deve pagar multa por violação do espaço aéreo paraguaio à Direção Nacional de Aeronáutica Civil, que regulamenta a atividade.

“Foi confirmado que foi a única vez que ele entrou no país. Os demais voos foram feitos no Brasil. Acessamos um relatório detalhado de suas operações, pois o avião possuía um GPS que guardava todas aquelas informações. O proprietário foi identificado, mas ninguém compareceu ao Ministério Público para tratar do caso”, disse o promotor. Os autores da tentativa são desconhecidos.