Destaques das regras para professores, policiais e mulheres serão aprovados

Destaques das regras para professores, policiais e mulheres serão aprovados

COMPARTILHAR

A demora para início da Ordem do Dia no Plenário da Câmara causou incertezas entre alguns parlamentares. Mas as emendas serão votadas. O atraso para o início da sessão plenária se deve a reuniões entre líderes partidários ao longo da manhã e o início da tarde desta quinta-feira (11), em que definiram quais destaques serão aprovados e quais serão rejeitados.

As tratativas foram tomadas para evitar equívocos, como o cometido na quarta-feira (10), quando os deputados rejeitaram um destaque que previa a exclusão dos professores na reforma da Previdência. O acordo, comandado pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia, prevê a recolocação e a aprovação dessa emenda.

Além de professores, serão aprovados os destaques referentes às mulheres, que estabelece na aposentadoria delas que o adicional de tempo de 2% ao ano no Regime Geral de Previdência Social (RGPS) será a partir dos 15 anos de contribuição.

O destaque do Podemos, que concede regras mais suaves de aposentadoria aos policiais, é o outro que será aprovado. A emenda aglutinativa prevê idade mínima de 52 anos para mulheres e de 53 anos para homens, desde que seja cumprido o pedágio de 100% do tempo de contribuição que falta para atingir o tempo mínimo, de 25 anos para mulheres e 30 anos para homens.