Diretor brasileiro de Itaipu alega motivos pessoais e renuncia

Diretor brasileiro de Itaipu alega motivos pessoais e renuncia

COMPARTILHAR

O diretor-geral brasileiro da hidrelétrica binacional de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, anunciou que irá renunciar ao cargo no próximo dia 5 de abril, informou a empresa responsável pelo empreendimento em nota nesta quarta-feira (21).  Vianna, que antes era presidente da elétrica estatal paranaense Copel, alegou motivos pessoais para a saída do posto e disse que irá trabalhar na iniciativa privada, segundo Itaipu.

A hidrelétrica binacional, uma parceria entre o Brasil e o Paraguai, é administrada no Brasil pela estatal Eletrobrás. A usina, com 14 gigawatts em capacidade instalada, é a maior geradora de energia do mundo. A nomeação ou substituição de diretores em Itaipu é uma prerrogativa da Presidência da República.

A hidrelétrica tem uma diretoria formada por profissionais brasileiros e paraguaios, sendo cada equipe nomeada pelo governo do respectivo país. O governo brasileiro ainda não se manifestou sobre a saída e eventuais substitutos.