DOF chega hoje aos 31 anos de bons serviços prestados

DOF chega hoje aos 31 anos de bons serviços prestados

COMPARTILHAR
O que havia de melhor em viaturas na época (Reprodução/DOF)

Há 31 anos era criado o Grupo de Operações de Fronteira, com efetivo de 8 policiais militares e 8 policiais civis subordinados pela Secretaria de Segurança Pública com sede em Campo Grande. O policiamento na região da grande Dourados tinha por finalidade o combate aos crimes de narcotráfico, furto e roubo de veículos e de animais em propriedades rurais. Em 1989 a sede do GOF é transferida para Dourados, tendo como principal missão o policiamento ostensivo itinerante na faixa de fronteira do Brasil com o Paraguai. Os excelentes resultados alcançados resultaram em sua sede própria, no ano de 1994.

Em 15 de janeiro de 1996 aconteceu a reestruturação da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e por força do Decreto Estadual nº. 8.431, o GOF passa a denominar-se Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e, através da Resolução nº. 228, de 21 de maio de 1999, e sua área de atuação abrange a fronteira com a Bolívia. Em caso de necessidade, e por determinação do Sr. Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, o DOF atua em outros municípios sul-mato-grossenses.

No dia 28 de dezembro de 2006 foi criada a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron) integrada ao DOF por meio do Decreto nº. 12.218. Atualmente o DOF atua em 53 (cinquenta e três) municípios do Mato Grosso do Sul, com 73 pontos de bloqueio e presença efetiva em 753 quilômetros de fronteira seca, dos 1517 quilômetros de fronteira com o Paraguai e a Bolívia e uma extensa área rural. Tem como Diretor o Coronel QOPM Kleber Haddad Lane.

Entre os crimes combatidos pelo DOF estão as apreensões de drogas, armas de fogo e munições; recuperação de veículos furtados e roubados e cumprimento de mandados de prisão. Em seus 31 anos de criação, foram tiradas de circulação mais de 375 toneladas de maconha, 3.600 quilos de cocaína; 1.300 veículos recuperados e 6 milhões de pacotes de cigarros.

Pioneirismo e dedicação

Coronel Adib Massad, pioneiro que restabeleceu a paz na fronteira

O então GOF teve como pioneiro e grande entusiasta o então major Humberto Vilarins, seguindo-se do coronel Adib Massad, que com apoio irrestrito da população da fronteira foi expandindo o grupo e em uma época de verdadeiro terror implantado por criminosos na fronteira com o Paraguai restabelecer a paz na região.

Bandoleiros assaltavam e saqueavam fazendas, roubavam carros e tratores, assaltavam e matavam caminhoneiros além de cometerem todo tipo de atrocidade. Coube então ao GOF sob comando de Adib Massad restabelecer a ordem e a paz fronteiriça, além de abrir caminho para a reestruturação que levou ao atual DOF, o mais respeitado policiamento especializado em fronteiras e divisas do País, inclusive servindo de modelo e escola para forças de outros estados.