Dono de Posto e frentistas detidos por negarem abastecer viatura da polícia

Dono de Posto e frentistas detidos por negarem abastecer viatura da polícia

COMPARTILHAR
Local do problema (Foto: Arquivo/internet)

Na tentativa de tentar tirar proveito da greve dos caminhoneiros sonegando combustíveis, dois frentistas e um dono de posto da rede Taurus acabaram detidos e encaminhados para a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra as Relações de Consumo. A complicação do comerciante e seus funcionários ocorreu quando negaram abastecer uma viatura policial descaracterizada, da Delegacia do Combate ao Crime Organizado-DECO,

De acordo com o registro do caso, um investigador parou a viatura na fila de abastecimento do Posto Aymoré, localizado na Avenida Guaicurus, onde estavam oito veículos na sua frente. Ao chegar sua vez de atendimento e apesentar o cartão Taurus da viatura ao frentista para que este consultasse o saldo para conseguir realizar o abastecimento, quando o frentista lhe informou que o posto não estava abastecendo viaturas, por motivo do preço do combustível ter subido e a empresa Taurus não realizar o referido repasse de preço para eles.

Com muito custo o policial conseguiu falar por telefone com o dono do posto, tendo este reafirmado que não estavam abastecendo viaturas, porque a Taurus não repassaria o aumento decidido pelo comerciante. Consultado o setor de logística da Polícia Civil que informou não haver nenhuma alteração no convênio com a Taurus.

Caracterizada a situação de Recusar Individualmente em Estabelecimento Comercial a Prestação de Serviços E necessários à Subsistência, Sonegar Mercadoria ou Recusar Vende-la a Quem Esteja em Condições de Comprar a Pronto Pagamento, frentistas e proprietário foram enquadrados e encaminhados para a Decon.