DRACCO interroga servidores lotados no Presidio Ricardo Brandão

DRACCO interroga servidores lotados no Presidio Ricardo Brandão

COMPARTILHAR

Nesta terça-feira, (11), equipe do DRACCO ouviu de 10 (dez) testemunhas relacionadas as apurações de irregularidades e crimes ocorridos na Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã, na fronteira como Paraguai. Todas as testemunhas ouvidas são servidores públicos lotados no Presídio.

     O DRACCO investiga ao menos 19 crimes, entre eles organização criminosa, corrupção ativa e passiva, concussão, entrada de celular e de drogas. No dia 6 de janeiro, quinta-feira passada, foi deflagrada a Operação “La Catedral”, quando 5 policiais penais envolvidos nos fatos foram presos temporariamente, com prazo de cinco dias, prazo que foi prorrogado por mais 5 dias em razão da importância para as investigações.

Também foram realizadas buscas nos imóveis dos policiais penais e na Unidade Penal. Os próximos passos da operação sem prazo para conclusão, ainda não foram revelados