DRACCO prende integrante de bando que simula troca de cartões de idosos

DRACCO prende integrante de bando que simula troca de cartões de idosos

COMPARTILHAR
Envolvidas pela conversa, vítimas entregam dados e cartões aos golpistas.

Policiais Civis do Departamento de Repressão a Corrupção e ao Crime Organizado – DRACCO prenderam mulher integrante de quadrilha de estelionatários especializados em golpes através de telefonemas e “resgate” de cartões principalmente de idosos. A golpista presa era encarregada de pegar cartões das vítimas se passando por funcionária de banco ou operadora.

Para o golpe, um bandido liga para a vítima escolhida de forma aleatória se passando por funcionário de banco ou operadora de crédito. Através de conversa envolvente o golpista acaba tirando informações sobre dados de cartões ou bancos da vítima e a convence fazer suposta substituição do cartão sob alegação de algum erro ou estar sendo usado indevidamente por alguém.

Ao final da conversa o golpista orienta a vítima ligar para a operadora, mas ele próprio ou comparsa atende a ligação e o bando é informado dos dados e senha que precisam. Em seguida, integrante da quadrilha vai ao encontro da vítima pegar o cartão supostamente para troca, mas que em seguida é utilizado em compras no comércio ou saques em caixas eletrônicos.

O golpe é antigo, mas segue sendo aplicado em Mato Grosso do Sul. A vítima atual, idosa de 73 anos, teve seu cartão clonado e realizado gastos. A golpista presa tinha em seu poder vários cartões de vítimas e foi autuada em flagrante, sendo que a partir dela a polícia deve chegar a vários outros elementos.

A Polícia Civil solicita que vítimas desse tipo de crime procurem a delegacia mais próxima para registro e providências. De acordo com a delegada Ana Cláudia Medina, diretora do DRACCO, a orientação é “de cautelas a familiares, especialmente idosos, para que não sejam vítimas desse crime tão frequente”.